M2156 e M2158

12th October 2023

Incidentes causados por estiva incorreta

Relatório Inicial

 O CHIRP recebeu dois relatos relacionados à estiva de carga com semelhanças na causalidade.

  1. O vazamento dos jerric√£s foi causado por estivagem inadequada. Nenhuma placa de prote√ß√£o foi instalada entre as camadas dos jerricans, resultando no excesso de peso que esmagou as camadas inferiores. Os jerric√£s foram preenchidos com a subst√Ęncia corrosiva √°cido ac√©tico UN 2789. O vazamento causou graves danos ao interior do cont√™iner.
  2. Quatro contêineres carregados no navio foram encontrados emitindo fumaça durante a viagem. A carga foi declarada como DG, UN1361 Charcoal (carvão). O relatório de inspeção indica que o carvão foi embalado de acordo com o Código IMDG. Ainda assim, uma inspeção revelou um espaço de ar significativo acima dos sacos de carvão, permitindo que mais ar no recipiente reagisse com o carvão, que, como consequência, se autoaqueceu.

Coment√°rio CHIRP

No exemplo do jerric√£, a distribui√ß√£o de peso n√£o foi devidamente considerada durante a opera√ß√£o de ova do cont√™iner, o que gerou problemas durante a viagem. Usar folhas de compensado de boa qualidade para distribuir o peso dos gal√Ķes √© uma pr√°tica recomendada. Isso ajuda a distribuir uniformemente a carga de cada camada, reduzindo as chances de movimento e poss√≠veis danos. Al√©m disso, o uso de material de apoio evita o deslocamento da carga dentro do cont√™iner. Tamb√©m √© uma boa pr√°tica fornecer uma foto dos cont√™ineres depois de carregados. Isto √© muito valioso para as tripula√ß√Ķes em caso de emerg√™ncia porque aumenta significativamente a sua consci√™ncia situacional sem ter que abrir o cont√™iner.

O segundo incidente tamb√©m destaca a import√Ęncia de embalar corretamente as cargas, especialmente as cargas de mercadorias perigosas. O C√≥digo Mar√≠timo Internacional para Produtos Perigosos (IMDG Code) e o C√≥digo de Pr√°ticas Seguras para Estiva e Pea√ß√£o de Cargas (CSS Code) fornecem orienta√ß√Ķes √ļteis sobre os procedimentos adequados de manuseio, embalagem, estiva e seguran√ßa para minimizar o risco de acidentes e proteger a tripula√ß√£o, a embarca√ß√£o e o meio ambiente.

O carvão ensacado deve ser deixado esfriar por pelo menos 14 dias antes de ser embalado, protegido da umidade e colocado em sacos robustos e vedados, sem rasgos. Os sacos devem suportar o peso dos outros sacos empilhados sobre eles. O controle da temperatura também é crucial, com a carga não ultrapassando 5 graus acima da temperatura ambiente durante o processo de carregamento.

Todas as partes envolvidas no processo de transporte, incluindo o transportador, os afretadores e os despachantes, devem reconhecer e exigir que as boas práticas de estiva sejam seguidas. Uma melhor formação e aplicação dos regulamentos podem ajudar a prevenir acidentes, proteger o pessoal e salvaguardar o ambiente.

 

Principais quest√Ķes relacionadas a este relat√≥rio

Pr√°ticas locais – Os afretadores devem fazer perguntas detalhadas aos embarcadores e despachantes. A estiva est√° de acordo com os padr√Ķes da ind√ļstria e da boa marinharia? Uma fotografia √© um meio muito eficiente para confirmar que este √© o caso.

¬†Comunica√ß√Ķes – Os gestores dos navios t√™m informa√ß√Ķes suficientes para determinar os riscos para o transporte dos peodutos perigosos?

 Capacidade РGarantir que as equipes de gestão tenham recursos suficientes para gerir o transporte de cargas perigosas: recursos inadequados podem levar a atalhos perigosos. A equipe de produtos perigosos da sua empresa possui recursos e qualificação adequados para atender às demandas que lhes são impostas?

¬†Trabalho em equipe ‚Äď O trabalho em equipe eficaz na cadeia de suprimentos n√£o foi evidenciado em nenhum desses incidentes.

  • Lack of knowledge
  • Poor Communication
  • teamwork
  • Normalisation of Deviation