M2092

27th February 2023

Quase acidente no içamento de um barco

Relatório Inicial

Ao içar um barco de 9 m para a garagem, o ponto de içamento dianteiro cedeu. Felizmente, neste ponto, o barco estava sobre os calços e caiu a cerca de 30 cm na posição, causando apenas pequenos danos. Um membro da tripulação estava dentro do barco, mas não ficou ferido.

Os pontos de içamento eram testados anualmente e passavam regularmente por inspeções visuais, mas devido ao projeto, a parte inferior do ponto de içamento era inacessível e qualquer corrosão não era visível.

O ponto de içamento foi refeito, reforçado e uma escotilha de inspeção foi criada. Os planos de operações seguras da embarcação foram alterados, para que os tripulantes prendam os gatos do guindaste nos pontos de içamento, saiam do arco antes de ser içado e só entrem no barco quando ele estiver na água.

Comentário CHIRP

O relato é positivo: muitas melhorias de segurança foram feitas e a embarcação deve ser elogiada por sua cultura positiva de segurança. O design do equipamento dificultou a inspeção da parte inferior do ponto de içamento. Muitas vezes desistimos de emitir relatos de segurança sobre equipamentos mal projetados ou mal instalados, acreditando que eles são “grandes demais para mudar” ou “devem estar certos, pois foi construído dessa forma”. Mas mesmo os engenheiros navais às vezes erram e, se os pontos de melhoria tivessem sido informados, poderiam ter sido corrigidos no próximo reparo ou docagem. Não tenha medo de relatar e registrar preocupações sobre deficiências de projeto. Os sistemas de gerenciamento de segurança organizacional operam em um ciclo de melhorias contínuas, e quem projeta embarcações ficará muito feliz em receber feedback para que as melhorias possam ser feitas.

Referências bastante úteis podem ser encontradas, com detalhamento de rotinas de verificação e inspeção para equipamentos e acessórios de içamento na UK MCA’s MGN 332(M+F) Amendment 1 e no Cayman Island’s Shipping Notice 04/2021. Adicionalmente, a UK MGN 560(M) estabelece os requisitos do SOLAS III/36 para dispositivos de lançamento. Estes devem ser respeitados se o barco também for classificado como baleeira ou bote de resgate. Acompanhar um inspetor durante um exame minucioso é uma boa oportunidade de aprendizado: observe o que ele verifica e faça perguntas.

Principais questões relacionadas a este relatório

Cultura de Segurança: A rápida correção desses defeitos indica uma cultura de segurança positiva a bordo. Nesta embarcação, a tripulação pode ter certeza de que suas preocupações com a segurança serão ouvidas.

Alerta: Se você viu algo errado – fale. Só porque foi construído dessa forma, não significa que esteja correto!

Projeto: Os leitores são encorajados a estar constantemente atentos a problemas de projeto e a informar isso aos projetistas e engenheiros que muitas vezes não precisam trabalhar com o equipamento que desenvolvem.

Up next: